Primeira etapa: 10 de novembro

É dia 9 de novembro e os nossos engenheiros voam para a Itália com destinação Vitorchiano, a nossa comunidade madre. Na manhã seguinte, por volta das 9h30, no locutório com a Madre Rosaria, realiza-se a tão esperada assinatura do contrato com a empresa que vai cuidar das obras do mosteiro. E o sonho se torna cada vez mais real. A Madre Rosaria agradece pelo trabalho já realizado e recomenda aos engenheiros que usem toda a sua habilidade e competência para as obras do mosteiro. Por sua vez, os engenheiros agradecem pela confiança renovada. Voltam a ver o projeto juntos para avaliar uns detalhes e planejar o trabalho que nos espera. Tudo termina com um adeus… desta vez em Portugal, pelo lançamento da primeira pedra!

Após a assinatura, tudo começa a mover-se. Exatamente 8 dias depois, desta vez na nossa Casa de acolhimento em Palaçoulo, a equipe dos engenheiros e a dos arquitetos se reúne para verificar os últimos detalhes do projeto. O dia começa com uma longa visita ao terreno onde se erguerá o futuro mosteiro: enquanto sopra um vento gelado, as últimas medições são feitas com precisão e habilidade, para que tudo o que está desenhado no papel corresponda também na realidade. O que mais demora é a verificação de que o castelo de Algoso seja realmente visível desde as diferentes janelas do claustro do mosteiro (requinte estudado pelos nossos arquitetos). A seguir o almoço e uma breve reunião para definir as primeiras datas e prazos.

Visits: 6

Trapistas Palaçoulo