As pedras angulares das nossas aldeias

Na tarde do dia 24 de novembro visitou a nossa casa um grupo de anciãos do lar de Palaçoulo, acompanhados por três jovens responsáveis do centro e recebidos por nossa parte, por Madre Augusta, a nossa avó, irmã Lúcia e irmã Irene. Embora estivesse bastante frio e o céu fosse nublado, os simpáticos velinhos quiseram dar uma volta a casa, para ver a belíssima paesagem que se pode contemplar em redor e nos explicar melhor a localização e a geografia das nossas terras, que eles bem conhecem. Logo depois participaram connosco ao Ofício de Noa, às 14,30, na nossa Capela.

A seguir um momento de convivência no pequeno refeitório dos hóspedes, onde comemos um bolo delicioso oferecido por eles, cantámos cantos marianos e populares, que nós gostámos de aprender. Cada um deles participava na sua maneira, com alegria e semplicidade. Por volta das 15.30 os nossos amigos regressar ao seu lar, depois de uma fotografia todos juntos.

Foi para nós uma honra conhecer estas pedras angulares das nossas aldeias, que conservam viva a memória da história desta terra, que estamos a descobrir… também foi lindo observar a caridade que as jovens, que trabalham no lar, reservam aos seus anciãos, bem como a ternura e a humildade. Levamos na nossa oração e no nosso coração estes nossos novos amigos, verdadeiro tesouro da nossa sociedade, para que encontrem sempre respeito e amor. Agradecemos o Senhor por este encontro.

Views: 8

Trapistas Palaçoulo